Home         Translations         About Us   
search  












 

A NOVA DOUTRINA

Qualquer que ouve as minhas palavras e age de acordo com elas é sábio, e constrói sobre um fundamento de pedra.[1]

As chuvas caem e os rios transbordam. Ventos tempestuosos batem contra a casa, e mesmo assim ela permanece de pé: pois foi construída sobre uma rocha sólida.

Mas qualquer que ouve as minhas palavras de vida e as rejeita, constrói sobre um fundamento de areia. As chuvas caem e os rios transbordam. Ventos tempestuosos batem contra a casa, e o fundamento desmorona. A casa cai, e quão grande é a sua queda.[2]

Dois homens foram ao templo para orar -- um deles era homem orgulhoso e justo aos seus próprios olhos, o outro era um coletor de impostos conhecido por sua desonestidade. O homem orgulhoso fez esta oração: "Graças a Deus porque eu não sou um pecador como todos os outros, especialmente como aquele coletor de impostos desonesto que está lá no canto. Eu nunca engano ninguém nem cometo adultério. Eu jejuo duas vezes por semana, e dou ao templo um décimo de tudo que ganho."

Mas o coletor de impostos permaneceu no canto do templo, e nem ousou levantar seus olhos para o céu quando orou arrependido, "Deus, por favor tenha misericórdia de mim, um pecador que não vale nada."

Eu lhes digo que o coletor de impostos que reconheceu sua necessidade da misericórdia de Deus, retornou à sua casa com o coração aliviado, livre de ansiedade, e perdoado. Aqueles que, em seu orgulho, exaltarem-se a si mesmos, serão humilhados; enquanto aqueles que se humilharem, se elevarão além das preocupações deste mundo para um lugar de bênção e honra.

Deixem até mesmo as criancinhas virem até mim, e não as impeçam. Pois o reino de Deus pertence aos que têm corações confiantes como de crianças; pois sem uma fé igual à de uma criança vocês nunca entrarão no reino.[3]

Qualquer pessoa que decidir fazer a vontade de meu Pai, facilmente descobrirá se o meu ensino é de Deus, ou se eu estou pregando apenas as minhas próprias idéias. A minha doutrina não pertence a mim, mas àquele que me enviou.[4]

O mundo adora cegamente. Nós os Judeus sabemos pelo menos a quem adoramos, e que a salvação do mundo nasceu no nosso meio. Creiam-me: o tempo está chegando, e já chegou quando as pessoas que adorarem a Deus não ficarão a correr daqui para acolá, procurando o lugar onde Deus deveria estar, dizendo: "Aqui está Ele! Aqui é o lugar onde devemos orar."

Os adoradores verdadeiros adorarão a Deus em espírito e realidade. Deus o Pai procura aqueles que oferecem este tipo de sacrifício de adoração e louvor. Se vocês se calarem, então as próprias pedras gritarão.[5]

Talvez vocês conheçam a história do Rei Davi e seus soldados: eles tiveram fome e entraram no templo e comeram o pão santo reservado para os sacerdotes, um ato que era proibido pelas leis religiosas.

Se vocês fossem estudiosos das leis hebraicas, saberiam que os sacerdotes que aos sábados trabalham no templo profanam o sábado, mas são considerados inocentes. Eu lhes digo que há coisas mais importantes que as leis do templo. Se vocês tivessem entendido o significado da escritura, "Eu prefiro a misericórdia ao sacrifício," vocês parariam de condenar os inocentes. Porque o Filho do Homem é o Senhor até mesmo do dia do sábado.

Suponha que um de seus animais tivesse caído numa vala no sábado; vocês não fariam todo o possível para tirá-lo de lá? Será que as vidas de vocês não são mais valiosas? Vocês não vêem problema em passar o sábado celebrando longas cerimônias e observando liturgias religiosas, como é então que podem me criticar por curar no dia do Senhor? Quando é que vão parar de julgar pelas simples aparências, e começarão a fazer julgamentos corretos? O sábado foi criado para vocês. Vocês não foram criados para o sábado.[6]

Eu vim a este mundo para que os cegos possam ver, e para que aqueles que se orgulham de enxergar bem possam perceber o quão cegos eles realmente são.[7]

AS BEM-AVENTURANÇAS

Felizes são vocês que ouvem a palavra de Deus e a seguem.[8]

Fazendo assim vocês serão como o servo que, quando o patrão chega, encontra cumprindo o seu dever.[9]

Felizes são vocês que põem toda a sua confiança em Deus, pois de vocês é o reino do céu.

Felizes são vocês que conhecem o sofrimento, pois receberão conforto e ânimo.

Felizes são vocês que têm a humilhação de reconhecer sua própria necessidade, pois o mundo inteiro lhes pertencerá.

Felizes são vocês que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos e saciados.

Felizes são vocês que mostram misericórdia, pois receberão misericórdia em troca.

Felizes vocês que são puros de coração, pois verão a Deus.

Felizes vocês que são pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.

Felizes são vocês que procuram a salvação, pois tornam-se assim cidadãos do reino de Deus.

Felizes são vocês quando sofrem calúnias e são amaldiçoados por fazerem a minha vontade. Alegrem-se e pulem de alegria; pois grande é a sua recompensa no céu. Os grandes profetas da antigüidade também foram perseguidos desta forma.[10]

Quanto mais felizes são vocês que, não me tendo visto, crêem, e mantêm sua fé em mim; abençoados são os seus olhos pois eles realmente enxergam, e os seus ouvidos, pois eles realmente ouvem.[11]

Venham todos vocês que são abençoados pelo Pai! Herdem o reino preparado para vocês desde a fundação do mundo.[12]

O PODER DA ORAÇÃO

Até este momento, vocês ainda não pediram nada em meu nome; peçam e vocês receberão, e a sua alegria será completa.[13]

Você vai até a casa de um amigo à meia-noite, e diz: "Empresta-me três pães. Eu tenho convidados que vieram de muito longe para visitar-me, e os meus armários estão vazios."

A resposta se segue: "Faça o favor de não me incomodar agora. A porta está trancada, e os meus filhos já estão dormindo. Eu não posso levantar-me para ajudar você." Eu lhes digo que o seu amigo não vai querer se levantar para lhe dar o pão só por causa da amizade de vocês; mas ele ou ela eventualmente cederá à sua grande persistência, e se levantará para lhe dar quanto pão você quiser.

Por isto não desistam. Peçam, e lhes será concedido. Busquem e vocês encontrarão. Batam e a porta será aberta para vocês. Pois qualquer um que pede, recebe, aqueles que buscam, encontram, e para aqueles que batem, a porta será aberta de par em par.[14]

Em uma certa cidade vivia um juiz de coração duro, que nem temia à Deus nem se importava com seu semelhante. Na mesma cidade vivia uma viúva, que constantemente o importunava para que fizesse justiça com uma pessoa que a tinha prejudicado. Por muito tempo ele a ignorou e recusou-se a ouvir o seu caso. Mas finalmente ele pensou consigo mesmo:

"Apesar de eu não temer a Deus ou me importar em fazer caridade, eu vou fazer com que esta viúva obtenha justiça; pois ela me cansa com as suas súplicas constantes."

Será que Deus então não trará justiça aos seus escolhidos que o invocam dia e noite? Vocês acham que ele vai negligenciá-los? Eu lhes digo, ele vai fazer com que eles recebam justiça, e rapidamente! Porém, a questão mais importante nesta história é esta: Quando eu, o Messias, retornar, será que vou encontrar muitos nesta terra com uma fé tão perseverante?[15]

Eu não quero dizer que vocês devem tornar suas orações numa série de repetições impensadas. Os incrédulos oram desta maneira, achando que serão ouvidos pela grande quantidade de orações feitas. Vocês não devem imitá-los. Lembrem-se, o seu Pai celestial sabe daquilo que vocês necessitam mesmo antes de pedirem.[16]

O profeta Isaías escreveu: "A minha casa será chamada por todas as nações de casa de oração."[17]

Ore, então, ao Pai, que ouve as suas orações mais íntimas e recompensa-as publicamente; e qualquer coisa que vocês pedirem ao Pai em meu nome, ele atenderá. Se vocês viverem suas vidas em mim, e deixarem que as minhas palavras vivam nos seus corações, peçam o que quiserem e lhes será concedido.[18]

Orem desta maneira: Nosso Pai que está no céu, que toda a terra reconheça que Tu és o único Deus santo.

Que o Teu reino venha habitar entre nós, e a Tua vontade seja feita na terra assim como no céu.

Dá-nos neste dia o pão para sustentar-nos, e perdoa os nossos pecados, assim como nós perdoamos aqueles que pecam contra nós.

Impede-nos de cair em tentação, e liberta-nos daquele que é Mau.

Pois a Ti pertence todo o poder, e a glória, eternamente. Assim seja.[19]

OS TESOUROS NO CÉU

Vivam as suas vidas tratando os outros da mesma forma que desejam que os outros tratem vocês.[20]

Certa vez havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho fino, e vivia uma vida extravagante.

Na mesma cidade havia um mendigo chamado Lázaro que se sentava perto do portão que conduzia à casa do homem rico. Ele não pedia muito, somente os farelos que caíam da mesa do homem rico. Os cães vira-latas eram seus únicos amigos, e cuidavam dele.

Finalmente, um dia Lázaro morreu e foi levado pelos anjos para os braços de Abraão. Pouco tempo depois, o homem rico também morreu, e foi enterrado.

No inferno ele levantou os olhos cheios de aflição e viu Abraão à distância, e Lázaro nos seus braços. Com todas as suas forças ele gritou: "Abraão, tenha misericórdia de mim e envia-me o mendigo Lázaro. Deixa que ele molhe a ponta do seu dedo na água, e refresque a minha língua, porque estou em agonia nestas flamas."

Mas Abraão respondeu: "Lembre-se, meu filho, durante sua vida você teve muitas coisas boas, enquanto Lázaro somente conheceu a miséria. Agora Lázaro está sendo confortado e você atormentado. Além do mais, há um grande abismo a nos separar, de modo que aqueles que estão deste lado não podem ir até você; e nem você pode atravessar do seu lado para cá."

Ao ouvir isto, o homem rico chorou: "Eu suplico então que mande Lázaro até à casa do meu pai. Eu tenho cinco irmãos e ele tem que prevení-los, para que eles não acabem neste inferno."

Ao que Abraão respondeu: "Eles têm Moisés e os profetas. Eles que obedeçam as suas palavras."

"Mas eu tenho certeza," o homem rico contestou, "que se uma pessoa dentre os mortos surgisse a eles, se arrependeriam."

Abraão replicou: "Se eles não se arrependem por causa das palavras de Moisés e dos profetas, eles não serão convencidos, mesmo se alguém ressuscitasse dentre os mortos para advertí-los."[21]

Não há nenhuma virtude em dar àqueles que podem retribuir facilmente. Mesmo os avarentos emprestam dinheiro quando têm certeza que vão receber tudo de volta. Eu digo que devem dar à pessoa necessitada que lhes vem pedir, mesmo que ela não possa retribuir; e saibam perdoar, mesmo que o outro tire vantagem de vocês.[22]

Os pobres quando dão, contribuem mais do que todos os doadores ricos juntos, os quais dão daquilo que possuem em abundância. Os pobres contribuem com aquilo que eles mesmos precisam, e por amor, geralmente dão daquilo que lhes faz falta.[23]

É quase totalmente impossível para aqueles que amam o dinheiro entrar no reino de Deus! É mais fácil para um camelo passar pelo buraco de uma agulha, do que para um homem rico entrar no reino de Deus. Entretanto, aquilo que é impossível para o ser humano é mais do que possível para Deus.[24]

Não acumulem tesouros na terra onde a traça e o mofo destroem, e onde os ladrões invadem e roubam. Mas acumulem seus tesouros no céu, onde nem a traça nem o mofo podem corroer, e onde não há perigo de ladrões ou desvalorização. Onde está o seu tesouro, aí estará também o seu coração.[25]

Algumas pessoas só fazem o bem quando estão certas de ter uma audiência para elogiá-las. Estas não serão recompensadas pelo seu Pai que está no céu. Quando vocês derem esmolas, não sejam como os hipócritas, que tocam uma trombeta nos templos e nas ruas. Estes terão sua própria recompensa.[26]

Não deixe a sua mão esquerda nem mesmo saber o que a sua mão direita está fazendo. Dê esmolas sem alarde e em segredo; e o seu Pai celestial que vê estas coisas recompensará vocês abertamente.[27]

Aprendam a dar, e vocês receberão abundantemente em retorno, mais do que possam imaginar, multiplicado e em abundância. Na mesma medida em que vocês distribuírem sua generosidade, sua recompensa ser-lhes-á medida em retorno.[28]

Certa vez, os investimentos de um homem rico renderam-lhe grande lucro. Considerando a sua riqueza, ele pensou: "O que farei com meus lucros?"  E então ele tomou esta decisão: "Eu vou demolir minhas casas antigas e vou erguer outras maiores; nelas eu vou guardar meus tesouros e gastar meus lucros. Eu ficarei satisfeito e possuirei uma fortuna que durará muitos anos. Eu passarei o meu tempo descansando, comendo, bebendo, e me alegrando."

Mas Deus lhe disse: "Você é tolo! Não sabe que esta noite a sua alma lhe será pedida! E quando você partir, de quem serão todas estas coisas?"

Assim é que ocorre com aqueles que acumulam tesouros para si mesmos, e não são ricos nas coisas de Deus. Qual é a vantagem de ganhar tudo o que o mundo pode oferecer se, ao fazer isto, você perde a sua alma? E o que você daria em troca da sua alma, ou de um lugar no reino?[29]

FÉ QUE MOVE MONTANHAS

De acordo com a sua fé, assim vocês receberão.[30]

Nos últimos dias muitos virão de todos os confins da terra e entrarão no reino do céu. Mas os justos em seus próprios olhos e os piedosos, que achavam que iriam ser os primeiros mas que viveram suas vidas sem fé, não entrarão nele.[31]

Se duas pessoas concordarem em fé, aqui na terra, a respeito de qualquer assunto, o seu pedido será atendido pelo meu Pai que está no céu. Pois onde quer que dois ou três estejam reunidos em meu nome, eu estarei com eles.[32]

Estes sinais seguirão aqueles que crêem: Em meu nome vocês expulsarão demônios, e falarão em novas línguas. Serpentes ou coisas venenosas não lhes farão mal. Vocês porão as mãos sobre os doentes e eles ficarão curados.[33]

Mesmo tendo uma fé tão pequena como um grão de mostarda, vocês dirão às montanhas: "Saiam daqui e joguem-se ao mar."

Se vocês acreditam que isto é possível sem dar margem à dúvida, então aquilo que pedirem ou ordenarem será feito. Por isto é que eu lhes digo: qualquer coisa que vocês desejarem, quando orarem creiam que vão receber, e então receberão.[34]

Já que vocês são guiados pelo espírito, todas as coisas que impedirem na terra serão impedidas pelo poder do céu; e qualquer coisa que vocês autorizarem na terra será de acordo com o plano divino do céu[35]

Não fiquem com medo, mas creiam. Todas as coisas são possíveis àquele que crê.[36]

PACIÊNCIA, MISERICÓRDIA E
PERDÃO

Quando se perdoa pouco, recebe-se pouco amor em troca.[37]

Um certo homem estava revendo as dívidas de dois conhecidos que haviam pedido dinheiro emprestado. Um deles lhe devia quinhentas peças de ouro, enquanto o outro lhe devia cinqüenta. Sabendo que nenhum dos dois tinha como lhe pagar de volta, ele perdoou compadecido ambas as dívidas. Qual destes dois homens vocês acham que ficou mais agradecido?[38]

De igual modo, chegou o tempo para que um certo rei revisasse seus livros e contas. Enquanto fazia isto, trouxeram à sua presença um dos seus servos que lhe devia a quantia absurda de dez mil peças de ouro!

Já que era impossível que o tal servo algum dia saldasse tão grande dívida, o rei consultou a lei: ela prescrevia que o devedor e sua família deviam ser vendidos como escravos, e que a sua casa e bens fossem leiloados em público.

Porém o servo caiu de joelhos diante do rei, e clamou: "Meu Senhor e Rei, eu suplico que tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei tudo de volta."

O rei ficou tão movido de compaixão que perdoou a dívida e deixou o servo ir em liberdade.

No caminho para casa, o mesmo servo encontrou um amigo que lhe devia algumas moedas. Em vez de mostrar compaixão, entretanto, ele agarrou o amigo pelo pescoço e começou a gritar: "Devolva-me o dinheiro que você me pediu emprestado."

O seu amigo caiu de joelhos e suplicou: "Por favor, tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei de volta até o último centavo."

Mas o servo não quis nem ouvir, e mandou prender o homem até que ele pudesse pagar a dívida de acordo com a lei.

Por acaso, alguns dos servos do rei viram o que aconteceu, e contaram tudo ao retornar ao palácio.

O rei mandou chamar o servo e disse: "Você é um servo muito mal. Eu perdoei o sua dívida impagável porque você me pediu. Será que você não podia ter se compadecido do amigo que lhe devia uma quantia tão insignificante?"

Após ter dito isto, o rei entregou o servo nas mãos dos guardas da prisão, e ordenou-lhes que o prendessem até que todas as suas dívidas fossem pagas.

Assim também o meu Pai celestial julgará vocês, se vocês se recusarem a perdoar seus irmãos e irmãs de todo o coração.[39]

Não estejam dispostos a perdoar somente sete vezes, mas setenta vezes sete vezes. Façam as pazes mesmo com os seus inimigos. A luta constante só leva a problemas ainda maiores: processos, tribunais, e talvez prisão, sem nenhuma possibilidade de anular a pena, a não ser cumprindo a sentença.[40]

Vocês lembram do provérbio: Olho por olho, dente por dente? Eu lhes digo o contrário. Se alguém lhes bater na face direita, ofereça-lhe a esquerda; ou se for levado ao tribunal e tomarem o seu casaco, então dê-lhe também a camisa que está a usar. Se alguém lhe fizer andar uma milha, esteja disposto a andar duas. Dê liberalmente àqueles que lhe pedem, e nunca se faça de surdo para um necessitado que venha pedir ajuda.[41]

Quando estiver orando no lugar de adoração, ore com um coração cheio de perdão, assim como o seu Pai no céu lhe oferece perdão. E se trouxer uma oferta para o lugar de adoração e de repente lembrar-se que tem uma briga não resolvida com outra pessoa, deixe sua oferta no altar. Primeiro vá e reconcilie-se com aquela pessoa, e depois volte e ofereça sua oferta. Se um irmão lhe fizer uma injustiça, vá e discuta com ele em particular. Se ele lhe ouvir, você terá ganho um amigo.[42]

Perdoe as injustiças que as pessoas lhe tiverem feito, e a sua vida será transbordante de compaixão e graça.[43]

UMA VIDA FRUTÍFERA

Vocês conhecerão as pessoas pelos frutos que elas produzem em suas vidas.[44]

Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder sua capacidade de purificar, dar sabor e preservar, como é que poderá voltar a salgar? Não prestará para nada, a não ser para ser jogado fora e pisoteado.

Quem é que colhe uvas em espinheiros ou figos de entre os cardos? Uma árvore saudável não pode produzir frutos ruins; nem poderá uma árvore má produzir frutos bons. Sendo assim, toda árvore boa produz bom fruto, e toda árvore má produz fruto ruim. Toda árvore que produz fruto ruim será cortada e usada como lenha para o fogo.

Pelo fruto na vida das pessoas vocês saberão qual o tipo de vida que elas escolheram viver.[45]

Certa vez um homem plantou uma figueira em sua vinha. Durante três anos ele esperou para ver se ela dava fruto, mas não apareceu nada. Finalmente ele disse ao chefe dos pomares: "Durante três anos eu vim ver esta figueira, sempre na expectativa de que desse fruto; mas ela continua estéril. Por que deveria ocupar espaço no meu terreno por mais tempo? Corte-a."

Mas o jardineiro respondeu: "Deixe ficar mais um ano, para que eu possa cavar à sua volta, e adubá-la um pouco mais. Talvez assim ela dê fruto; caso contrário, o senhor terá toda razão em cortá-la."[46]

Quando suas vidas produzem fruto, o meu Pai é glorificado, e vocês são meus verdadeiros discípulos. Pois uma boa pessoa faz o bem por causa do bem que está guardado dentro de si; enquanto uma pessoa má, por causa da maldade em seu coração, produz uma vida vazia e infrutífera.[47]

Um agricultor foi semear em seu campo. Quando jogava as sementes, algumas caíram ao pé da estrada; e as aves desceram e comeram-nas. Algumas das sementes caíram em solo pedregoso, em terra pouco profunda. Elas brotaram logo por causa da pouca terra; mas, como não tinham raízes, foram queimadas pelo sol e murcharam. Algumas das sementes caíram entre os espinheiros; e os espinhos cresceram e sufocaram-nas.

Mas algumas das sementes caíram em bom solo, e estas compensaram as sementes perdidas, rendendo uma boa colheita; algumas multiplicaram-se até cem por cento, umas sessenta, e outras trinta.

Quando uma pessoa ouve a palavra do reino e não consegue compreendê-la, o inimigo vem e rouba a semente que foi plantada no coração. Isto representa a semente que foi plantada ao pé da estrada.

A semente espalhada no solo pedregoso representa aqueles que ouvem a palavra de Deus e a aceitam avidamente, mas não têm as raízes de uma convicção íntima. A experiência dura por algum tempo; mas quando chegam os problemas ou perseguições resultantes de sua decisão de seguir a palavra da verdade, eles desanimam e vão embora.

A semente que foi semeada entre os espinhos representa aqueles que ouvem a palavra, mas permitem que as preocupações deste mundo e o engano das riquezas os dominem. A palavra é sufocada e suas vidas tornam-se infrutíferas.

A semente que caiu na boa terra representa aqueles que ouvem a palavra e entendem a sua mensagem. As sua vidas produzirão como conseqüência uma colheita abundante: cem, sessenta ou trinta vezes mais do que aquilo que foi plantado.[48]

SAÚDE E CURA PARA
CORPO E ALMA

Aqueles que têm saúde não precisam de médico; mas sim os que estão doentes.[49]

Vocês devem compreender isto: Eu desejo misericórdia, não sacrifício. Porque eu não vim para chamar os justos ao arrependimento, mas sim os pecadores. Será que os doentes de corpo, que foram amarrados pelo diabo, não devem ser libertados?[50]

É mais fácil dizer, "Os seus pecados estão perdoados," ou, "Levante-se e fique curado"?

Para que vocês saibam sem qualquer sombra de dúvida que o Filho do Homem tem poder na terra para perdoar pecados, eu digo ao enfermo: "Levante-se! Tenha bom ânimo; seus pecados estão perdoados. Siga o seu caminho; você receberá na medida da sua fé. A sua fé o curou![51]

ual o pastor que tendo cem ovelhas e perdendo uma, não deixa as noventa e nove a pastar em segurança para ir procurar a ovelha perdida? Ao encontrá-la, será que ele não a carrega sobre os ombros com o coração cheio de alegria? No caminho de casa ele chama seus amigos e vizinhos, dizendo: "Alegrem-se comigo, eu encontrei a minha ovelha perdida."

Eu lhes digo esta verdade: há mais alegria no céu por causa de uma pessoa que se arrepende do que por noventa e nove que não necessitam de arrependimento.[52]

Quem de vocês, tendo dez moedas de prata e perdendo uma delas não acende uma vela e varre a casa para procurar diligentemente a moeda perdida até encontrá-la?

Ao encontrá-la finalmente, você reúne os amigos e vizinhos, dizendo: "Alegrem-se comigo; pois eu encontrei a moeda que estava perdida".

Eu lhes digo que da mesma maneira há alegria na presença dos anjos de Deus por causa de apenas um pecador que se arrepende.[53]



[1] Mateus 7:24.

[2] Mateus 7:25-27.

[3] Lucas 18:10-14, 16, 17.

[4] João 7:17, 16.

[5] João 4:21-24; Lucas 19:40.

[6] Mateus 12:3-12; João 7:23, 24.

[7] João 9:39.

[8] Lucas 11:28.

[9] Mateus 24:46.

[10] Mateus 5:3-12.

[11] João 20:29; Mateus 13:16.

[12] Mateus 25:34.

[13] João 16:24.

[14] Lucas 11:5-10.

[15] Lucas 18:2-8.

[16] Mateus 6:7, 8.

[17] Mateus 21:13; Isaías 56:7.

[18] Mateus 6:6; Marcos 11:24; João 15:16, 7.

[19] Mateus 6:9-13.

[20] Lucas 6:31.

[21] Lucas 16:19-31.

[22] Lucas 6:34, 30.

[23] Marcos 12:43, 44.

[24] Marcos 10:24, 25, 27.

[25] Mateus 6:19-21.

[26] Mateus 6:1, 2.

[27] Mateus 6:3, 4.

[28] Lucas 6:38.

[29] Lucas 12:16-21; Mateus 16:26.

[30] Mateus 9:29.

[31] Mateus 8:11, 12.

[32] Mateus 18:19, 20.

[33] Marcos 16:17, 18.

[34] Mateus 17:20; Marcos 11:24.

[35] Mateus 18:18.

[36] Marcos 5:36; 9:23.

[37] Lucas 7:47.

[38] Lucas 7:41, 42.

[39] Mateus 18:23-35.

[40] Mateus 18:22; 5:25.

[41] Mateus 5:38-42.

[42] Marcos 11:25; Mateus 5:23, 24.

[43] Mateus 6:14.

[44] Mateus 7:16.

[45] Mateus 5:13; 7:16-20.

[46] Lucas 13:6-9.

[47] João 15:8; Mateus 12:35.

[48] Mateus 13:3-8; 18-23.

[49] Mateus 9:12, 13.

[50] Oséias 6:6; Lucas 13:16.

[51] Mateus 9:5; 6:2; 8:13; Lucas 8;48.

[52] Lucas 15:4-7.

[53] Lucas 15:8-10.

 
 


 

 
Send a friend an email telling them about The Words Site:

Friend's Name:   Friend's Email:   Your Name:  

Home | About Us |

THE WORDS IS COPYRIGHT-FREE. Permission to duplicate The Words applies to all audio
narrations and/or video on this site. Site Design Copyright ©2003 The Words, all rights reserved.
Site design by Prime Web Design